Notícias

Assoeva: Zico segue recuperação em Maringá

13 de Janeiro de 2018 - Liga Gaúcha
Assoeva: Zico segue recuperação em Maringá

Foto: Divulgação

O período de férias do ala Zico foi mais curto esse ano, com a volta aos trabalhos de recuperação da cirurgia no joelho direito. O atleta da Assoeva/Unisc/ALM está em Maringá, no interior do Paraná, fazendo o tratamento na clínica Clinisport, sob supervisão do fisioterapeuta Kléber Brandão, profissional que atua na Seleção Brasileira.

No dia 19, o jogador completa três meses da cirurgia no joelho e chega na metade do tempo previsto para o retorno integral às quadras. Para não ficar tanto tempo parado e comprometer o tratamento, o atleta e a Assoeva optaram por fazer os trabalhos na cidada paranaense, próximo aos familiares de Zico.

A recuperação é gradativa e não pode queimar etapas. Zico explica que o tratamento está sendo bem desenvolvido. "Tá bem puxado o treinamento aqui, os trabalhos são em dois períodos de segunda a sábado. A estrutura aqui é muito boa e possibilitou fazer alguns testes antes de começar o reforço muscular", explica.

Como ficou alguns dias parado para aproveitar o descanso com a família, o ala brinca com a retomada dos trabalhos. "As dores já estão pegando (risos)! Eu estava um tempo parado, então o início é normal e é sinal de que está dando resultado. O trabalho aqui é diferenciado, uma estrutura sensacional", disse o jogador em entrevista ao jornal Folha do Mate.

A primeira metade de tratamento será finalizada no dia 19, três meses após a realização da cirurgia. O jogador explica que o processo atual visa buscar o equilíbrio de forças das duas pernas. "Como eu perdi muita força na direita, que passou pela cirurgia, eu preciso fazer um trabalho de nivelamento e recuperar a musculatura. Na parte da posterior é onde eu mais sofro no momento", afirma.

A recuperação é lenta e precisa ser feita em etapas para não prejudicar a área que foi operada, mas o jogador espera retornar logo aos trabalhos. Segundo a projeção dos médicos, o início dos trabalhos com bola ocorrem próximo ao quarto mês após a cirurgia. Já a previsão de retorno integral aos treinamentos é com seis meses de recuperação. "Tem jogador que volta com mais e outros com menos, isso depende do corpo de cada atleta, de como vai responder ao procedimento", disse Zico.

Texto: Daniel Heck/Jornal Folha do Mate

 

Mais Notícias

    Aguarde, buscando...