Notícias

PFF termina temporada como terceiro melhor do estado

02 de Dezembro de 2019 - Liga Gaúcha
Foto: Matheus Moraes | PFF PFF venceu no tempo normal, mas foi superado na prorrogação para o Atlântico

Foto: Matheus Moraes | PFF PFF venceu no tempo normal, mas foi superado na prorrogação para o Atlântico

O Passo Fundo Futsal / Fasurgs / Valtra Razera encerrou a sua participação na Liga Gaúcha com a terceira colocação no primeiro ano na elite do futsal gaúcho e levando a semifinal da competição até a prorrogação. No sábado (30), em Erechim, o PFF venceu o Atlântico por 2 a 1 no tempo normal e conseguiu forçar a prorrogação, em que terminou derrotado por 2 a 0 para o atual campeão da Taça Brasil.

No tempo normal, o Passo Fundo Futsal abriu o placar com Farinha, em contra ataque puxado por Matheus Gaúcho, aos 8 minutos do segundo tempo. De falta, Allan empatou para o Atlântico, três minutos depois. Com Romarinho de goleiro linha, o Passo Fundo Futsal chegou a vitória quando faltavam 21 segundos para terminar o jogo. Farinha, em arremate de fora da área, deu a vitória ao PFF, que levou a decisão para a prorrogação.

Na prorrogação, o Atlântico abriu o placar com 58 segundos, em gol de Lucas. No último minuto, o Passo Fundo Futsal cometeu a sexta falta, e Silva marcou o segundo gol e classificou o Atlântico para a final da Liga Gaúcha diante do Guarany de Espumoso.

Para o técnico do PFF, Juninho, a equipe sai de cabeça erguida pelo desempenho no ano, em que o Passo Fundo Futsal acabou entre os melhores em todas as competições que disputou – Copa Regional, Copa dos Pampas e Liga Gaúcha. “Vencemos no tempo normal uma equipe que estava invicta em casa. Nosso grupo foi guerreiro do início ao fim. Saímos de cabeça erguida, com um grande papel que desempenhamos. Agora é pensar em 2020, em reforçar a equipe e projetar a próxima temporada”, declarou o comandante, que confirmou permanência na próxima temporada.

O capitão Farinha, autor de dois gols em Erechim, lamentou a eliminação, mas exaltou a grande competição que o clube fez. “Foi um jogão o tempo todo. Infelizmente, buscamos, mas a classificação não veio. A nossa equipe está de parabéns pela campanha e pela superação deste ano. A campanha que fizemos esse ano nos coloca em um degrau acima. Todas as equipes do Rio Grande do Sul respeitam o Passo Fundo Futsal. Ganhar ou perder é consequência”, afirmou.

Nota de repúdio
O Passo Fundo Futsal repudia a forma de utilização do sistema de som durante a partida que, mesmo sendo proibido pelo regulamento, o Atlântico utilizou desse meio para agitar o torcedor. Em certo momento, antes do segundo gol do Atlântico na prorrogação, o PFF foi chamado de “timinho”, tornando o ambiente hostil. O clube sempre tratou com respeito seus adversários no Capingui e fora e esperava o mesmo tratamento em uma semifinal de Liga Gaúcha.

Departamento de Comunicação e Marketing - Passo Fundo Futsal
Matheus Moraes - Assessor de Imprensa
Guilherme Canal - Gerente de Comunicação e Marketing

 

Mais Notícias

    Aguarde, buscando...