Notícias

AMF é vice-campeã estadual Série Prata

03 de Dezembro de 2018 - Série Prata
Fotos: Alessandra Formagini

Fotos: Alessandra Formagini

Onze segundos. Esse era o tempo que restava no cronômetro quando a Associação Marauense de Futsal – AMF deixou pelo caminho o sonho de ser campeão estadual da Série Prata. Na noite deste sábado (01), o Ginásio Capinguí, em Passo Fundo, viu um time que não desistiu, buscou a vitória de virada no tempo normal, empatou na prorrogação, mas não conseguiu reverter o resultado para conquistar a taça.

Após a derrota em Marau, pelo placar de 5 a 2, a equipe marauense buscou a reversão do resultado fora dos seus domínios. Contra o forte time do Passo Fundo Futsal, o primeiro tempo foi de estudo de ambas as equipes, chances acumuladas e placar em branco até o intervalo.

Já na segunda etapa, quem saiu na frente foram os donos da casa, aos quatro minutos, com gol de Thales Borges. Na busca pelo resultado, a palavra escrita pela AMF em quadra foi superação. O empate veio logo depois, aos 10 minutos, com Esquerda em uma noite impecável. E, pressionando o adversário, a equipe marauense buscou chances e o gol da virada aconteceu a 1’46 do fim, com gol de Pará.

O resultado deu vida ao time de Marau, que garantiu a prorrogação da decisão. O tempo extra iniciou com um atleta a menos para o lado passo-fundense, após expulsão por agressão no final do tempo normal. A AMF soube aproveitar e no segundo minuto abriu vantagem com mais um gol de Esquerda. Ainda, o PFF igualou após cobrança de tiro livre, após sexta falta, cobrada por Nuno.

Com isso, o jogo tomou proporções ainda mais emocionantes. O gol que daria o título para a AMF foi marcado por Esquerda, fechando um hat-trick na noite. Porém, o sonho foi apagado a onze segundos do apito final, em um gol do Passo Fundo, marcado por Vini Costa.

O ano de 2018

O vice-campeonato estadual da Série Prata sela o ano de 2018 da AMF, que tem vaga garantida na elite do futsal gaúcho na próxima temporada. Ainda, confirma a ascensão meteórica do time que teve início em 2016, se tornou campeão estadual Série Bronze em 2017 e passou apenas um ano na divisão intermediária, somando dois acessos em dois anos.

Neste ano, foram ao todo 28 jogos oficiais, sendo 14 vitórias, oito empates e seis derrotas. Ainda, foram 80 gols a favor e apenas 63 gols sofridos, com um aproveitamento de 59,52%. Além disso, a meta marauense, que tem à frente o goleiro Cris Zaparoli, foi premiada como a melhor defesa da competição, com uma média de apenas 2,2 gols sofridos por jogo.

Já a artilharia da equipe é do camisa 10, Dionata, que marcou 15 gols. Na sequência, está Angelo (11), Maicon (10), Esquerda (8), Luft (7), Cris Zaparoli e Rômulo (5 gols cada), Luciano (4), Natan e Renato (3 gols cada), Pará, Pedro Fininho e Kiko (2 gols cada) e Jefe (1).

Além disso, ao longo da Série Prata, a equipe marauense percorreu pelo Rio Grande do Sul cerca de 4.800 quilômetros ao todo, passando ao todo por 10 cidades: Passo Fundo, Boa Vista do Buricá, Lagoa Vermelha, Alvorada, Salto do Jacuí, Horizontina, Fortaleza dos Valos, Rio Pardo, Santa Cruz do Sul e Guaporé.

FICHA DO JOGO 

PFF (2)1x2(2) AMF [Final – Série Prata] (01/12 – Ginásio Capinguí – Passo Fundo/RS) 
AMF: Cris Zaparoli, Natan, Esquerda, Angelo e Dionata. No banco: Rômulo, Maicon, Renato, Matheus, Pará, Pedro Fininho, Renato, Jefe, Zé de Oliveira e Chimia. Técnico: Edgar Carlesso. 
PFF: Zanco, Dani Ottoni, Gui Favero, Vini Costa e Romarinho. No banco: Rfa Missio, Schelder,Luis Guteres, Nuno, Thales Borges,Vitor Jesus, Cereta, Ismar e Lucas Gabriel. Técnico: Alexandre Boeira. 
Arbitragem: Ricardo Amaral Messa (árbitro principal), Fernando Luiz Henz (árbitro auxiliar), Micheli Alessandra Dalbão (anotador), Fernando Specht (cronometrista), Carlos César Quaresma da Silva e Wandernei Xavier Alves (representantes)
Gols: AMF – Esquerda (3) e Pará. PFF – Thales Borges, Nuno e Vini Costa.

 

Fonte/Autor: Alessandra Formagini - Jornalista/Assessoria de Comunicação AMF

Mais Notícias

    Aguarde, buscando...