Notícias

Primeiro passo foi dado rumo à final da Bronze com vitória em casa

19 de Novembro de 2018 - Série Bronze
Foto: divulgação OMF

Foto: divulgação OMF

Que seria na superação, ninguém tinha dúvida. Que iria ser com o grito da torcida, tão quanto. Que tinha que ser com emoção, estava definido muito antes de a bola rolar. E assim foi, bem dessa forma, que o time da OMF superou-se e superou seu adversário no jogo de ida da semifinal do Campeonato Estadual da Série Bronze, vencendo por 6 a 4 para um público recorde no Ginásio da Fundescar.

Antes de a bola rola a torcida de da Afucs, que veio da cidade de Seberi, já demonstrava o que seria o jogo. Diante de mais de 700 torcedores da lotada casa adversária, os seberienses cantavam alto sem muita intimidação e depois do apito inicial, os comandados do técnico Marquinhos (da Afcus) demonstraram toda a qualidade que colocou o time na disputa por uma vaga na final com a melhor campanha da Série Bronze e venderam muito caro a derrota, valorizando ainda mais o triunfo carazinhense. “Nem nos nossos melhores sonhos a gente sonhava em passar por isso, com nossa torcida lotando e fazendo essa festa linda, valeu o esforço”, comemorou o ala Tiago Jarré, autor de um dos gols da vitória do OMF.

O primeiro tempo da partida arrancou suspiros de ambos os lados. Logo há 2 minutos de jogo, Ceko abriu o placar e um chute forte, do lado esquerdo de ataque, depois de cobrança de lateral de Lukinhas. 3 minutos depois, em uma saída errada da defesa do OMF, o artilheiro Andy (da Afucs) roubou e chutou forte da entrada da quadra do OMF, a bola ainda deu na trave esquerda do gol defendido por Diony, antes de entrar. Mais três minutos de jogo e a OMF fez dois gols em poucos segundos, primeiro com Vereador – que puxou contra-ataque junto com Luan e em rápida troca de passes, a bola foi rolada pro meio da área e afoito, o fixo Airton do time de Seberi foi tentar interceptar e botou pra dentro, a arbitragem deu gol pro Vereador – e depois com Giba – predestinado, o veterano fixo do OMF, correu por trás do goleiro adversário e quase sem ângulo, de voleio, aparou um lançamento com as mãos de Diony e ampliou.

Mas a Afucs, não se entregou em momento algum e antes do fim do primeiro tempo, Airton completou jogada feita por Andy (bastante protestada pelo jogador Ceko que teria sido desamado por um lance faltoso) e diminuiu: fim da etapa inicial, 3 a 2 a favor do time da casa.

Muito mais emoção estava reservada para o segundo tempo. A Afucs querendo o resultado para ter tranquilidade no jogo de volta em seus domínios, foi pra cima e não demorou para o goleador do Campeonato, Andy, se aproveitar de rebote do goleiro Diony, para empatar o jogo. Mas a alegria dos visitantes foi breve, porque um minuto depois, Tiago Jarré, do meio da rua colocava novamente o OMF na frente.

Mas do outro lado estava Andy, que abriu a rodada com 47 gols na tábua da artilharia e fecharia a noite com 50 e o 50º foi pra empatar mais uma vez a partida. Se de um lado tem Andy, do outro tem Ceko e o jogador apontado como o responsável pela virada do OMF no Campeonato, foi neste jogo o responsável pelos gols que trouxeram a vitória, em dois minutos – uma vez pela direita, em chute cruzado e outra do meio da quadra em saída errada do time adversário – deu números finais à partida e a vantagem na semifinal para o time de Carazinho: 6 a 4 OMF.

“Conseguimos o que queríamos que era o resultado positivo, contra uma grande equipe, não foi fácil, mas soubemos administrar o segundo tempo e nas oportunidades que tivemos, botamos a bola pra dentro”, analisou o capitão Ceko, destaque da partida e goleador do OMF no jogo. Giba, autor de um dos gols do jogo, também valorizou muito o resultado: “Não importa tanto quem faz o gol, o importante é que a gente jogou bem e nos superamos mais uma vez e demos uma vitória pra essa torcida maravilhosa”.

Logo ao fim da partida o foco do time de carazinho já era o jogo de volta em Seberi. “Parabéns pra equipe deles, um excelente equipe, a gente sabe o quanto será difícil de jogar lá, mas com muita força, fé e vontade, vamos lá com tudo tentar buscar a classificação para a final”, concluiu Tiago Jarré.

Para o jogo de volta, o técnico Marquinhos (Afucs) e o pivô Alan Negão (OMF) serão desfalques. Os dois se envolveram em uma confusão na saída para o intervalo da partida em Carazinho e foram expulsos e não poderão estar em quadra no próximo sábado. Para o OMF seguir à final da Série Bronze, precisa de um empate. Qualquer vitória da Afucs leva o jogo para a prorrogação, sem vantagem para nenhuma das duas equipes e persistindo o empate a decisão acontecerá nos pênaltis.

O jogo em Seberi acontece no próximo sábado, dia 24, às 20h. A direção do time local espera repetir o público do jogo de quartas-de-final, quando a Afucs derrotou Cerro Largo nos pênaltis para mais de 1,2 mil torcedores.

Por Marcelo Fripp/Rádio Diário da Manhã

Mais Notícias

    Aguarde, buscando...