Notícias

Cerro Largo perde nos pênaltis e é eliminado da Série Bronze

11 de Novembro de 2018 - Série Bronze
Equipe teve o apoio de sua torcida no último jogo da temporada, em Seberi. Foto: Assessoria Cerro Largo Futsal/Lojas Becker

Equipe teve o apoio de sua torcida no último jogo da temporada, em Seberi. Foto: Assessoria Cerro Largo Futsal/Lojas Becker

O Leão Missioneiro encerrou mais uma temporada no Estadual Série Bronze no sábado, 10 de novembro, em Seberi. Cerro Largo Futsal/Lojas Becker e Afucs de Seberi fizeram uma grande partida, válida pelas quartas de final, com direito a tempo normal, prorrogação e pênaltis, com resultado positivo para o time da casa.

No tempo normal, o Cerro Largo não conseguiu reproduzir o rendimento do jogo da volta, quando venceu por 5×2, e acabou derrotado por 6×3. Já na prorrogação, a disputa acabou sem gols. Nas penalidades, a Afucs foi vitoriosa pelo placar de 2×1. Foi a segunda participação do Cerro Largo nas eliminatórias da Bronze em seus três anos de história. Novamente a equipe parou nas quartas de final.

Agora a diretoria volta suas atenções para a temporada 2019, onde terá novos desafios para buscar representar Cerro Largo, da melhor maneira possível, em âmbito estadual.

O jogo

A Afucs precisava da vitória no tempo normal para seguir viva na disputa pela vaga, enquanto o Cerro Largo trabalhava com a possibilidade do empate. O time visitante começou com Danilo, Rafa, Karlisnki, Gustavo e Diógenes, apoiado ainda por seus torcedores, que lotaram um ônibus. O artilheiro da Bronze, Andy, começou atacando e dando trabalho para Rafa e Danilo. Outro que aparecia bastante era o fixo Airton, mas o Cerro iniciou bem e soube controlar a situação.

Os visitantes começaram a crescer no jogo. Por volta dos 10min, na recuperação de bola do Cerro Largo, Gustavo fez o goleiro Nano defender uma boa finalização. O goleiro da Afucs começou a se arriscar para fazer seu time jogar mais pra frente, mas foi em jogada de bola parada que saiu o primeiro gol. Em escanteio, Andy recebeu do outro lado da área e bateu seco e firme, rasteiro para as redes, aos 14min22seg.

O Cerro Largo não se deixou abater e, de posse da bola, fez a Afucs chegar à sua 5ª falta no jogo, mas Danilo ainda teve que atuar em lances ofensivos do adversário. Uma boa oportunidade para os visitantes veio em contra-ataque, com o fixo Rafa. Andy chegou a marcar mais um com o gol sem goleiro, mas a arbitragem já havia assinalado falta em Diógenes no lance anterior e o primeiro tempo se encerrou com 1×0 para a Afucs.

O Cerro voltou no segundo tempo com obrigação de empatar o jogo e Karlinski quase fez isso aos 2min. Elel impou a marcação, chutou e Nano teve que se virar debaixo da trave. Como quem não faz leva, a Afucs chegou ao segundo gol em uma bela jogada coletiva, em uma ponta a outra da quadra, Andy deixou para Maki e ele finalizou no canto oposto de Danilo, com 3min20seg.

O Cerro, novamente, não deu mostras de abatimento e conseguiu empatar o jogo. Com 5min17seg, Yago recebeu em jogada trabalhada de seu time e descontou. Aos 6min07seg, Karlinski chutou forte mais uma vez rumo à meta de Nano e desta vez não perdeu o gol. O empate em 2×2 era tudo que o Cerro Largo e sua torcida queriam.

Apesar de grande reação, a alegria da torcida visitante durou pouco: Nano se adiantou como goleiro linha e deu o passe para Andy, que desviou para o gol, aos 8min11seg. Com 8min50seg veio mais um do artilheiro. Andy interceptou na jogada de goleiro linha do Cerro e ampliou para 4×2. Aos 10min03, Andy marcou seu quarto gol, encaminhando seu time para a prorrogação.

Entendo que seria muito difícil reverter a situação, o técnico Lückemayer passou a aproveitar mais jogadores de seu elenco. Moretto ainda deixou o seu para a Afucs, aos 11min30seg, e Iago, também da Afucs, marcou contra aos 13min18seg. Placar final: 6×3.

Prorrogação e pênaltis

Conforme a regra, as equipes partiram para os 10min extras da prorrogação, onde nenhum teria a vantagem do empate. Yago teve boa chance no começo desta etapa, quando dominou a bola na área, mas foi abafado pela marcação e pelo goleiro. Outra chance para o Cerro no primeiro tempo se criou na jogada do adversário: Moretto recuou com Nano adiantado e quase marcou contra. Na segunda etapa, ambos os times levaram mais perigo nas cobranças de bola parada, mas ninguém conseguiu colocar a bola nas redes.

A dramaticidade da disputa atingiu seu limite nas cobranças de pênaltis. Com três oportunidades para cada lado, Airton e Carlos Henrique converteram as primeiras cobranças. Maki e Karlinski pararam nos goleiros na segunda rodada. Nos últimos dois tiros, Andy fez o seu e Xande teve seu chute defendido pelo goleiro Nano.

Assim terminou a jornada do Cerro Largo na Bronze, com muita luta e certeza de que o trabalho foi bem feito e tem tudo para seguir forte em 2019.

Fonte: Assessoria Cerro Largo Futsal/Lojas Becker

Mais Notícias

    Aguarde, buscando...