Artigos / Luciano Andrade

Nova era no futsal?

23 de Fevereiro de 2019
Nova era no futsal?

Foto: Luciano Andrade

A preparação para a temporada de 2019 das competições de futsal tem sido muito intensa, especialmente pela adesão de uma esmagadora maioria das equipes ao trabalho desenvolvido pela Liga Gaúcha. Não é de hoje que as equipes de todo o estado reclamam do tratamento recebido pela Federação Gaúcha de Futebol de Salão. Este descontentamento gerou a mobilização pela candidatura de Carlos Quaresma à presidência da entidade. O resultado do processo eleitoral, com a impugnação da chapa de oposição, ainda é tema a ser debatido na justiça. 

A partir daquele momento, as equipes voltaram-se intensamente para a Liga Gaúcha. Confesso que não levava muita fé neste movimento, imaginando que a pressão da Federação mudaria o pensamento das equipes. A adesão de mais de 90 times mudou completamente a minha opinião, dando uma força gigantesca para a Liga Gaúcha. 

Nas últimas semanas, o que se viu foi uma entidade intimidando e tentando limitar a atuação das equipes, enquanto outra organizava o seu trabalho e cativava ainda mais as agremiações. 

A Federação fez publicações em sequência, como a muito tempo não se via. Algumas que mais pareciam uma piada, ou um valentão tentando chamar briga, do que um documento de uma entidade que se diz a maior da modalidade no estado. 

Durante alguns dias, determinados dirigentes ainda aguardavam o posicionamento dos “grandes” (ACBF, Atlântico e Assoeva). 

Depois de uma reunião, realizada em Porto Alegre, com uma participação muito pequena de equipes, ficou ainda mais claro que a Liga Gaúcha é uma realidade e será a responsável pela organização das principais competições do futsal no Rio Grande do Sul. 

Tudo bem que é apenas o início de um trabalho, mas os projetos e as promessas estão agradando as equipes. Novas competições, calendário contemplando o ano inteiro, apoio e valorização dos seus filiados são apenas alguns dos itens que pareciam não ser levado em consideração em anos anteriores. 

É certo que as competições ainda poderão apresentar problemas, especialmente nestas primeiras edições. Porém se houver a manutenção da mobilização das equipes, não há possibilidades de dar errado. Há um caminho muito longo a ser percorrido, mas tudo indica que o esporte está caminhando a passos largos para uma nova era.

Luciano Andrade

Radialista, narrador esportivo, colunista e publicitário. Com 25 anos de experiência no rádio, atuou em coberturas esportivas de diversas modalidades, além da atuação jornalística em eventos de outros segmentos. Aficionado por todo tipo de esporte, tem acompanhado de perto o Futsal, Futebol, NBA, NFL e Motovelocidade.

Mais Artigos

    Aguarde, buscando...