Artigos / Guilhermo Petrucci Verfe

Desenho das tarefas

29 de Novembro de 2017 - Controle dos fatores existentes para o correto desenho das tarefas de acordo com o modelo cognitivo. Exemplos práticos.

 Como já vimos anteriormente, ter atletas cognitivamente desenvolvidos resulta numa sensível otimização da performance técnica, tática e física dos mesmos. 

Sendo assim no momento de desenhar as tarefas de treinamento, saber utilizar os fatores condicionantes para tornar nossas sessões de treinamento extremamente cognitivas são obrigação do treinador de futsal atualizado.

Espaço, tempo, goleiras, regras, variáveis técnicas e táticas, são os fatores condicionantes que podemos utilizar para enriquecer cognitivamente uma tarefa de treinamento, aumentando em nossos atletas capacidades como, tomada de decisão, atenção, concentração, inteligência, entre outros tão importantes dentro do futsal.

Cada um desses fatores possui uma infinidade de maneiras para serem utilizados dentro do desenho das tarefas. 
A seguir apresento 5 tarefas com objetivos principais variados, desenhadas utilizando um ou mais desses fatores condicionantes, que serão meu artigo do mês na revista Futbol-Tactico edição 124.

TAREFA 1

OBJETIVO PRINCIPAL: Tomada de decisão
OBJETIVOS SECUNDARIOS: Passe e controle orientado.
FATOR UTILIZADO PARA TORNAR A TAREFA COGNITIVA: Variações táticas – Condicionar ou dificultar a tomada de decisão –

Nessa tarefa, através do uso das cores dos coletes.

DESENVOLVIMENTO

E disputado um 4x4 + goleiros com regras formais onde cada equipe tem 1 jogador com colete de cor diferente dos demais.
Ao sinal do treinador o jogador que tem a posse de bola e obrigado a passar a bola para o jogador, da sua equipe, que está usando o colete de cor diferente.  

Cada disputa tem a duração de quatro minutos – cada jogador da equipe usa o colete de cor diferente por um minuto.
VARIANTES: * Dispor as equipes com dois jogadores de cada cor e manter a regra. Mesma cor não passa para mesma cor.
* Dispor os 4 jogadores de cada equipe com cores diferentes de colete. No momento que o treinador falar o nome de uma cor, o jogador com a posse da bola tem que obrigatoriamente passar para seu colega de equipe que está com o colete com a cor que o treinador chamou. 

LINK DO VIDEO:

TAREFA 2 

OBJETIVO PRINCIPAL: Ataque posicional na saída de pressão e defesa posicional pressão alta.
OBJETIVOS SECUNDARIOS: Transições e retorno defensivo.

FATORES UTILIZADOS PARA TORNAR A TAREFA COGNITIVA: Espaço - Invasão condicionada dos espaços de jogo – Nessa tarefa, só irei ganhar três ataques se passar da quadra de defesa para quadra de ataque.
Variações táticas – Papel especifico e condições para a variação de papeis – Nessa tarefa, não posso deixar o ataque avançar para sua quadra de ataque, pois se deixar tenho que obrigatoriamente sentar para poder voltar a marcar.
Variações táticas- Condicionar a tática individual ou coletiva – Nessa tarefa, após o ataque passar o meio de quadra, a defesa deve adotar uma postura de defesa em 14 de quadra.

DESENVOLVIMENTO

E disputado um 4x4 + goleiros com regras formais, onde o objetivo da equipe atacante e passar da sua quadra de defesa, para sua quadra de ataque. Quando isso acontece, a equipe que defende só pode voltar a defender após sentar no chão e deve adotar uma postura de defesa em 14 de quadra. Já a equipe atacante ganha três ataques, consecutivos. Entre cada ataque a equipe que defende tem uma situação de 2x1. A equipe que defende passa a atacar após os três ataques ou quando fizer um gol, seja de uma roubada de bola no 4x4 ou na situação de 2x1.
VARIANTES: Quando a equipe atacante passar da sua quadra de defesa para sua quadra de ataque ganha três ataques em situação especial de 5x4

LINK DO VIDEO:

LINK DO VIDEO DA VARIANTE:

TAREFA 3

OBJETIVO PRINCIPAL: Postura pressionante da defesa.
OBJETICOS SECUNDARIOS: Passe, transições, retorno defensivo, físico e finalização.
FATORES UTILIZADOS PARA TORNAR A TAREFA COGNITIVA: Espaço – Diferentes espaços de jogo - Nessa tarefa, reduzir a quadra para 30x20.
Variações técnicas – Número de toques - Nessa tarefa, para as equipes com 5 jogadores só é permitido um toque na bola por jogador.
Variações táticas – Número de jogadores - Nessa tarefa, as equipes atacantes possuem 5 jogadores de linha.Variações táticas – Papel especifico e condições para a variação de papeis – Nessa tarefa, manter a defesa ativa.

DESENVOLVIMENTO

O grupo de atletas e dividido em duas equipes de 5 jogadores de linha (equipes atacantes – só e permitido um toque na bola por jogador) e uma equipe de 4 jogadores de linha (equipe defensora – permitido toque livre). As equipes atacantes possuem 3 jogadores com bola na mão. Toda a vez que uma bola sai do espaço de jogo e dada sequência ao jogo com uma das bolas que estão nas mãos dos jogadores atacantes. Quando uma equipe atacante não tiver mais bolas para dar sequência ao jogo, e dada sequência no jogo pela outra equipe atacante. A equipe defensora, passa a ser atacante no momento que fizer um gol ou ao termino de dois minutos.

LINK DO VIDEO:

TAREFA 4

OBJETIVO PRINCIPAL: Tomada de decisão.
OBJETIVOS SECUNDARIOS: Passe e introdução ao jogo de aproximação.
FATORES UTILIZADOS PARA TORNAR A TAREFA COGNITIVA: Espaço – Espaço de jogo restringido – Nessa tarefa, o espaço ocupado por obstáculos não pode ser utilizado para a passagem da bola.
Variações táticas – Condicionar ou dificultar a tomada de decisões – Nessa tarefa, através da utilização de obstáculos que limitam as possibilidades de criação de linhas de passe.

DESENVOLVIMENTO
E disputado um 4x4 + goleiros com regras formais, onde a bola não pode tocar nem passar por cima dos obstáculos.
VARIANTES: Posicionar os obstáculos dentro da quadra de diversas maneiras diferentes, podendo manter, aumentar ou diminuir sua quantidade.

LINK DO VIDEO:

TAREFA 5

OBJETIVO PRINCIPAL: Postura pressionante da defesa.
OBJETIVO SECUNDARIO: Tomada de decisão.

FATORES UTILIZADOS PARA TORNAR A TAREFA COGNITIVA: Espaço – Número de passes obrigatórios para passar da quadra de defesa para a quadra de ataque – Nessa tarefa, cinco.
Variações táticas – Papeis específicos e condições para variação dos papeis – Nessa tarefa, manter a defesa ativa.
DESENVOLVIMENTO
E disputado um 4x4 na meia quadra (20x20), onde a primeira equipe que completar cinco passes consecutivos e após os cinco passes completos passar para qualquer um dos dois goleiros, obriga a outra equipe ter que sentar no chão da meia quadra contraria para poder marcar. A equipe que completou cinco passes ainda ganha o direito de ter três ataques consecutivos, com as bolas sendo trocadas pelo treinador sempre que a bola do jogo sai de disputa.

LINK DO VIDEO:

Guilhermo Petrucci Verfe

Guilhermo Petrucci Verfe, treinador de Futsal, 33 anos. Licenciado e Bacharel em Educação Física pela Universidade Luterana do Brasil – ULBRA (CREF – 009251-G/RS). Especialista em Ciências aplicadas ao Futsal e Futebol de Campo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Habilidades complementares:

Analise do desempenho – Video Observer e Futsal Stat

Edição de Vídeos – Tactical Pad, Movie Maker e Adobe Premier

Controle do treinamento

Idiomas - Fluente em Espanhol

Formação complementar:

2003 – Preparação Física para o Esporte – GF Eventos

2003 – Treinamento de Futsal no Alto Rendimento – GF Eventos

2010 – Metodologia do Treinamento de Futsal – Joinville Futsal

2014 – Estagio para Treinadores de Futsal - JEC/KRONA

2015 – Futsal da Base ao Alto Rendimento – Unisport Brasil

2016 – Sistemas ofensivos do jogo 4-0 e 3-1 – Futbol – Tactico

2016 – A formação do jogador inteligente – PRONEO

2016 – Fórum Nacional para treinadores de Futsal – Unisport

2017 – Estagio no El Pozzo – Murcia Espanha

2017 – Estagio no Marfil Santa Coloma – Santa Coloma Espanha

2017 – Estagio no Movistar Inter – Madrid Espanha

2017 – Estagio no Barcelona – Barcelona Espanha

2017 – Estagio na Seleção Brasileira – Barcelona Espanha

Nos cursos citados acima foram acumulados experiências e ensinamentos dos professores João Carlos Romano, PC de Oliveira, Ferretti, Marcos Soares, Andreu Plazza, Joaquin Martin, Duda, Oscar Redondo, Jesus Velasco, Chicho, Cidão, Marquinhos Xavier e Bie.

Atuação profissional:

Esporte Universitário da Universidade Luterana do Brasil – ULBRA – CanoasRS

Acadêmicos da bola – CaxiasRS

Clube Atlético do Vale – ParobéRS

SapucaienseSot Log – Sapucaia do SulRS

Milionários – CachoeirinhaRS

Município de Canoas – CanoasRS

Associação União – PortãoRS

Município de Campo Bom – Campo BomRS

Unidos da Campina – São LeopoldoRS

Associação Guaibense de Futsal – GuaíbaRS

Associação Ibirubense de Futsal – IbirubáRS

Associação Tubaronense de Futsal – TubarãoSC

Conquistas coletivas:

Bi-Campeão da Copa Mercosur de Universidades – 2006 e 2007

Campeão da XIX Copa Independência – 2008

Campeão do Intermunicipal de Ararica – 2012

Campeão da Copa dos Campeões – 2012

Campeão da Copa Lavoiser – 2013

Campeão da Copa Sapucaia – 2013

Campeão da Copa dos Campeões de Esteio – 2013

Campeão do Aberto do Soberano – 2013

Terceiro Lugar no Estadual Serie Prata – 2013

Campeão da Copa World Ball – 2013

Vice-Campeão do JIRGS – 2013

Bi-Campeão Municipal de Portão – 2013 e 2014

Vice-Campeão do JIRGS – 2014

Campeão do Aberto de Dois Irmãos – 2014

Campeão da seletiva para a Copa dos Campeões – 2014

Campeão da Copa dos Campeões – 2014

Campeão do Estadual Serie Prata – 2014

Vice-Campeão da Super Copa dos Campeões – 2014

Vice-Campeão da Copa Alto Jacuí – 2015 e 2016

Quinto lugar no Estadual Serie Ouro – 2015

Quarto lugar no Estadual Serie Ouro – 2016

Campeão da Copa dos Campeões - 2017

Conquistas individuais:

Melhor treinador da Copa Sapucaia – 2013

Melhor treinador do Aberto do Soberano – 2013

Melhor treinador do Municipal de Portão – 2013 e 2014

Melhor treinador do Rio Grande do Sul – 2016

Integrante da equipe técnica da revista Futbol-Tactico - 2017

Mais Artigos

    Aguarde, buscando...