Artigos / Genaro Caetano

Sem título, mas com futsal

03 de Agosto de 2018
Sem título, mas com futsal

Foto: Rádio Futsal

Com o ano chegando na metade e as tabelas “afunilando” começamos a ver o movimento dos clubes em busca de reforços, pelo menos aqueles que precisam (e até alguns que, em tese, nem precisariam, mas o que é bom pode melhorar, né). Em boa ou má situação na tabela, o que move cada um nesta busca é sempre a mesma coisa: a luta pela sobrevivência na temporada e, no fim das contas o tão sonhado título.

É sobre este item que o artigo de hoje trata: título. A importância dele, ou a importância que costumamos atribuir a ele. Em todo o mundo esportivo, do mais modesto ao maior, o título é o objetivo final. Para muitos, a temporada só é bem-sucedida se, no fim das contas, chegar o caneco. Todos têm o direito de sonhar.

Só que antes do sonho do título precisa haver o sonho do início, ou da retomada do futsal de alto rendimento em uma comunidade depois de muitos anos de inatividade. Temos visto muito disso há pelos menos quatro anos, desde que o Estadual Série Bronze retornou: muitos “sonhos” saíram do papel e se converteram em realidades concretas. Apenas neste ano a Liga Gaúcha possui quatro equipes provenientes da “nova Série Bronze”: SASE, Uruguaianense, Parobé e Guarany. Série Prata, então, nem se fala.

Com trabalho consciente e planejamento é possível montar uma boa estrutura e fazer com que a população abrace o time e talvez aí esteja o real objetivo. A manutenção de uma equipe competindo e levando lazer e alegria à comunidade é mais importante que qualquer título. 
Lembro de presenciar uma final de Série Bronze, onde o time da casa perdeu a decisão. Obviamente os dois subiram para a Prata e continuaram com suas trajetórias, com a única diferença de que um deles já guardava um troféu de campeão no armário. Dois anos depois, a mesma equipe que havia perdido continuava sem ter conquistado um título, mas seguia jogando em alto nível, enquanto o campeão de outrora, apesar do título conquistado, já havia sucumbido às dificuldades que tantos outros enfrentaram ao tentar se estruturar.

Com esse breve relato reforço que, apesar de muitos darem uma temporada inteira como perdida apenas pela ausência de título, a verdadeira grandeza do esporte é o simples fato de uma comunidade ter condição de usufruir do mesmo. Seja com um time adulto ou de base, mesmo se acabar conquistando o 1º lugar, o divertido é percorrer o caminho, afinal, de que vale um armário cheio de taças e um ginásio vazio nas noites de sábado?

Genaro Caetano

Jornalista (MTB 17363/RS), proprietário da empresa Associados Mídia e Comunicação, responsável pela redação da Rádio São Luiz, de São Luiz Gonzaga, e da assessoria do Cerro Largo Futsal/Lojas Becker, de Cerro Largo.

Mais Artigos

    Aguarde, buscando...